Luxury Drinks

Gaja

Fundada em 1859 por Giovanni Gaja, tendo a família Gaja chegado de Espanha durante o séc. XVII. Nessa altura, a família Gaja abriu uma taberna em Barbaresco, servindo os seus vinhos com a comida e, no final do séc. XIX, os vinhos Gaja são engarrafados e fornecidos ao exército italiano na Abissínia.

Em 1937, Giovanni Gaja é o primeiro a colocar o nome Gaja em grandes letras vermelhas nos rótulos dos frascos. A empresa progride após a Segunda Guerra Mundial quando Giovanni Gaja faz uma grande série de compras de vinhas em termos de escala e de qualidade vinícola.

Em 1994, seu bisneto e atual dono, adquire a histórica Pieve Santa Restituta, em Montalcino, e em 1996, a família adquire também a propriedade Ca ‘Marcanda, em Bolgheri, ambas na região da Toscana.

Barbaresco

O vinho emblemático da propriedade Gaja. É um vinho 100% Nebbiolo proveniente de 14 diferentes zonas de vinhas Barbaresco e tem 12 meses de envelhecimento em barril e outros 12 meses em barris de carvalho.

A cor granada do vinho tem uma boa intensidade e os aromas são típicos, lineares e elegantes, com notas de alcaçuz, tabaco e violeta, além de nuances fumadas apenas visíveis no fundo.

Na boca, a sensação é harmoniosa, com uma acidez quase salgada bem controlada pelos extratos.

Os taninos são apenas um pouco empoeirados e distintos graças à juventude relativa do vinho e é fácil ver como irá melhorar com mais três anos de garrafa. O final tem uma boa persistência sem qualquer amargura.

Nebbiolo

14,5 % Álcool

Servir a 14-16º

Pratos gourmet, como cogumelos

750 ml

Costa Russi

A única vinha adquirida pela família Gaja em 1967. O nome vem do termo “costa”, o lado de uma colina de frente para o sol, e “Russi”, um apelido do proprietário anterior.

A distribuição da variedade de uva é 95% Nebbiolo e Barbera, com 12 meses em barricas e depois 12 meses em grandes cascos de carvalho.

Com um deslumbrante aroma perfumado e no palato, sabores salgados com sugestões de cereja preta no fundo.

Um bom final lindamente entrosado e equilibrado.

Nebbiolo e Barbera

14,5 % Álcool

Servir a 14-16º

Pratos de caça, como pato, ganso ou faisão

750 ml

Sorì Tildìn

Um vinho maravilhosamente equilibrado com sabores de cereja escuro e um undertone terroso.

Uma oferta menos extravagante de Gaja que agradará aqueles que procuram sabores mais subtis.

Os taninos têm textura aveludada e os sabores são distintamente italianos.

De cor vermelha, equilibrado e bastante encorpado.

Nebbiolo e Barbera

14,5 % Álcool

Servir a 14-16º

Pratos de caça, como pato, ganso ou faisão

750 ml

Sorì San Lorenzo

Este é um Gaja delicioso, cheio de sabores salgados acentuados por sugestões de cogumelos, ameixas e cerejas.

Como esperado, os taninos são firmes mas arredondados com uma textura aveludada e sedosa.

Este vinho tem uma boa complexidade e um excelente equilíbrio.

Nebbiolo e Barbera

14,5 % Álcool

Servir a 14-16º

Pratos de caça, como pato, ganso ou faisão

750 ml

Sperss

A palavra “Sperss”, que quer dizer “nostalgia” na região de Piemonte, foi um termo apropriado para a ânsia de Angelo Gaja voltar à produção de Barolo em 1988 usando as uvas cultivadas na sua propriedade após anos de ausência.

Incrivelmente jovem e polido, Sperss é um Nebbiolo moderno que tem a qualidade do Barolo tradicional sendo de longa duração e bastante tânico e fechado mesmo aos 15 anos de idade.

O vinho está apenas a começar a abrir, oferecendo amoras, notas de trufas pretas e sugestão de rosas.

Um vinho impressionante e sofisticado.

Nebbiolo e Barbera

14,5 % Álcool

Servir a 14-16º

Pratos de caça, como pato, ganso ou faisão

750 ml

Conteisa

Piemontês para “luta”, o nome deste vinho homenageia a disputa histórica entre as comunas de La Morra e Barolo pela posse da zona de Cerequio.

Enquanto o Sperss é geralmente mais profundo e mais austero, este Conteisa tem um nariz cheio de notas florais e delicadas, muito fresco e aromático.

No paladar revela doces cerejas silvestres e delicadas ervas aromáticas, um corpo voluptuoso e uma textura harmoniosa e equilibrada de taninos.

Nebbiolo e Barbera

14 % Álcool

Servir a 14-16º

Pratos de carnes assadas e caça grossa

750 ml

Darmagi

Plantado em 1978, o nome significa “que desperdício” ou “pena!”, e diz-se ser a reação de Giovanni Gaja, pai de Angelo Gaja, sobre as videiras de variedades de Bordeaux plantadas em Barbaresco.

Apesar do seu carácter varietal bem definido, este vinho tem uma personalidade precisa devido ao solo de Barbaresco que enfatiza a sua austeridade inicial, resultando num vinho refinado e complexo.

Tem uma cor escura, com aromas picantes de paprica, alcaçuz, cassis e flores, especialmente violeta.

Este vinho tem uma estrutura notável, com taninos refinados.

Cabernet Sauvignon, Merlot e Cabernet Franc

14,5 % Álcool

Servir a 14-16º

Pratos de carnes, como cabrito

750 ml

Gaia & Rey

É um Chardonnay maravilhosamente puro, com uma mineralidade entrosada com taninos sedosos e elegantes. O carvalho francês precisa de algum tempo para incorporar no vinho mas não deixa de ser um Chardonnay extraordinariamente belo e refinado de pedigree notável.

De cor palha, tem um nariz rico, com notas de torradas e baunilha, bem como aromas de citrinos.

No palato apresenta um corpo cheio com fruta concentrada, madura e equilibrada por uma acidez viva.

Final longo e persistente.

Vermentino e Grechetto

14 % Álcool

Servir a 10-12º

Pratos de pastas, risottos, peixes e mariscos

750 ml

Sito Moresco

O nome deriva de Moresco, o antigo proprietário dos vinhedos Pajorè, adquirida em 1979. Sito Moresco combina a complexidade da casta Nebbiolo com a redondeza da Barbera e o corpo de Cabernet Sauvignon e Merlot.

O vinho tem um bouquet refinado de pequenas frutas vermelhas. Na boca é elegante, frutado e harmonioso.

Final fresco com taninos suaves tornando o vinho adequado para beber imediatamente, mas também para guardar.

Nebbiolo, Barbera, Merlot e Cabernet Sauvignon

14 % Álcool

Servir a 14-16º

Pratos de caça, como pato, ganso ou faisão

750 ml

Dagromis

O poder de Serralunga e a elegância de La Morra originam este cativante Barolo. Com a expressão de dois grandes terroirs de Barolo, La Morra e Serralunga, Dagromis combina pequenas nuances de frutas vermelhas com intensas notas florais e balsâmicas.

A estrutura na boca é bem definida. Tem um potencial de envelhecimento excecional.

Nebbiolo

14 % Álcool

Servir a 14-16º

Pratos de carnes como cabrito

750 ml

Rossj-Bass

As uvas vêm de diferentes vinhedos, incluindo o vinhedo Rossj, batizado por Lucia e Angelo, dedicado à sua segunda filha, Rossana.

Nariz com notas de flor branca e cítrico e um toque de mel. De carácter forte, boa acidez e final fresco e persistente.

Boa capacidade de envelhecimento em garrafa.

Chardonnay e Sauvignon Blanc

14 % Álcool

Servir fresco a 8-10º

Pratos de peixes e comida asiática

750 ml

Alteni di Brassica

O nome advém de Alteni, pequenos muros de pedra que antes rodeavam os terrenos, e Brassica, flores amarelas crescendo nas vinhas na Primavera.

No nariz, notas frutadas bem definidas (toranja, papaia e pêra) com nuances frutadas e picantes. Corpo balanceado e estrutura definida na boca suportada por uma grande frescura.

Excelente capacidade de envelhecimento.

Sauvignon Blanc

14 % Álcool

Servir fresco a 8-10º

Pratos de pastas, risottos, peixes e mariscos

750 ml

Brunello di Montalcino

É a combinação de todos os vinhedos da Tenuta Pieve Santa Restituta. As uvas das diferentes vinhas fermentam e são esmagadas separadamente durante cerca de três semanas.

Após 24 meses de envelhecimento em carvalho, são misturadas e depois envelhecem por mais 6 meses em cubas de cimento.

De cor intensa e nariz expressivo com cereja, erva aromática, notas floridas e zimbro. Na boca revela taninos maduros, acidez equilibrada, estrutura rica e final persistente.

Sangiovese

14,5 % Álcool

Servir a 14-16º

Pratos de caça, como pato, ganso ou faisão

750 ml

Rennina

O seu nome deriva etimologicamente da palavra latina Remnius e da palavra etrusca Remne, indicando o nome dado à terra da propriedade da paróquia, como mencionado num documento datado de 715 DC.

De cor intensa, bouquet cheio e limpo com suaves notas frutadas e delicadamente picantes.

O paladar tem um corpo equilibrado com taninos suaves, bem integrados na estrutura, garantindo elegância e longevidade.

Sangiovese

14 % Álcool

Servir a 14-16º

Pratos de carne maturada e de caça, como pato ou faisão

750 ml

Sugarille

É o nome dado à propriedade paroquial, nos resumos do inventário elaborado em 1547, pelo cónego Giovanni Sampieri. Tanto é o nome da vinha como do vinho.

De cor intensa com aroma complexo de frutos maduros, cerejas silvestres, violetas e notas picantes e minerais.

Possui uma estrutura compacta com taninos bem integrados.

Sangiovese

14 % Álcool

Servir a 14-16º

Pratos de carne maturada e de caça, como pato ou faisão

750 ml

Promis

A mistura não convencional de Merlot, Syrah e Sangiovese das terras sombrias de Bolgheri, delinearam o carácter alegre e agradável deste vinho. Representa o encontro perfeito entre Bibbona e Bolgheri.

No nariz abre com aromas florais de rosa selvagem e violeta, transformando-se num bouquet mais terra com toques de pinheiro-bravo, eucalipto, raízes e pedras molhadas.

O paladar é fresco e suculento, com notas de frutas vermelhas e pretas – framboesa, morango silvestre e amora. Taninos cremosos e suaves.

O final é interessante com um carácter peculiar, esfumaçado e apimentado. Com notas de alecrim, funcho selvagem e brasas, espelha perfeitamente o mediterrâneo que o rodeia.

Merlot, Syrah e Sangiovese

13,5 % Álcool

Servir a 14-16º

Pratos de caça, como pato, ganso ou faisão

750 ml

Magari

É uma expressão italiana com diferentes significados “Se fosse verdade …!” ou “Talvez…”. Traz uma espécie de ironia que leva as pessoas a sorrir, sem demonstrar o grande empenho e determinação associados ao projecto Ca’Marcanda.

De cores brilhantes e profundas, mostra-se complexo sem ser ousado. O nariz é rico e concentrado, começa fresco para depois desenvolver notas balsâmicas e aromas de grafite, zimbro e alcaçuz.

Em seguida, transforma-se mais maduro com frutas escuras e ruibarbo. O paladar é doce e volumoso, com notas de amora e cereja ácida.

Taninos finos e sedosos com final duradouro e sápido.

Cabernet Franc, Cabernet Sauvignon e Petit Verdot

14 % Álcool

Servir a 14-16º

Pratos de carnes maturadas e de caça

750 ml

Camarcanda

O nome deriva de uma expressão piemontesa que pode ser traduzida como a “casa de intermináveis negociações” e refere-se às várias reuniões entre os anteriores proprietários das terras e Angelo Gaja.

Com um carácter preciso e direto, o nariz abre com notas terrestres e balsâmicas de violeta, raízes, casca e seiva. O paladar é rico, com notas concentradas e crocantes de amora, mirtilo, alcaçuz e laranja vermelha.

O final é saboroso, quase carnudo, com uma nota precisa a ferro que perdura no final do sabor. Taninos finos, abraçados por um corpo suave de personalidade forte. A espinha dorsal deste vinho é a estrutura firme perfeitamente equilibrada pela concentração de frutos

Cabernet Sauvignon e Cabernet Franc

14 % Álcool

Servir a 14-16º

Pratos de carnes de vaca ou caça

750 ml

Vistamare

O seu nome foi inspirado pela brisa do mar, sol e visão alegre e despreocupada da costa da Toscana.

De uma cor brilhante e intensa, juntamente com um carácter concentrado, poderoso, mas equilibrado.

Com intensas notas de flores de acácia e tília. A presença refrescante da uva Fiano dá-lhe nuances de plantas, almíscar e mentol.

Na boca, é fresco e compacto, com notas de bergamota, pêra, nectarina e groselha branca. Em seguida, muda para um carácter mais mineral e picante, com notas de pedra, alecrim e açafrão.

O vinho fica mais maduro no final com notas de manga, amêndoa e folhas de figueira.

Vermentino, Viognier e Fiano

13 % Álcool

Servir a 8-10º

Pratos de pastas, risottos, peixes e mariscos

750 ml